• Pequenices

[você sabia?] sepé tiaraju

Sepé Tiaraju é mais do que uma lenda, mas a história de um indígena considerado santo popular e declarado, por lei, herói guarani missioneiro rio-grandense. Sua tribo de origem não é conhecida, mas se sabe que os guaranis o acolheram depois que seu povo foi destruído por europeus.


"Sepé Tiaraju" é como os padres jesuítas entenderam seu nome, que na verdade era Djekupé A Djú. O significado de seu nome é: "Guardião de Cabelo Amarelo", pois seu cabelo não era tão escuro como o dos guaranis, mas sim, castanho.


Sepé se tornou, de fato, um "guardião" ao liderar uma rebelião indígena contra o Tratado de Madri. Esse Tratado era um acordo entre espanhóis e portugueses e previa a expulsão dos cerca de 50 mil indígenas dos Sete Povos das Missões.


Com apoio dos padres jesuítas, os indígenas resistiram à ofensiva dos portugueses e dos espanhóis. Infelizmente, no dia 7 de fevereiro de 1756 aconteceu a Batalha do Caiboaté, na qual, além de Sepé, muitos outros guaranis morreram.


Historicamente é atribuída a Sepé Tiaraju a frase dita em batalha: "Esta terra tem dono!"



Monumento em frente ao Teatro Municipal Antônio Sepp, em Santo Ângelo/RS




Monumento Sepé Tiaraju,

em São Luiz Gonzaga, RS